Páginas

14.7.17

António Barreto



Há mistérios, que não consigo desvendar: como é que alguém com os conhecimentos e o passado de António Barreto, por mais remoto que esse passado já seja, consegue dizer e pensar coisas como estas. 

Observador, 13.07.2017.
.

1 comments:

Rui Silva disse...

O único passado digno de memória deste cavalheiro diz respeito ao seu papel para a destruição da reforma agrária. É naturalmente uma memória triste, mas que importa preservar.